Não faça nada, mas faça algo

Reunir a família para conversar sobre problemas de relação não é fácil e nem agradável. Isso é ainda mais difícil em famílias que não costumam lidar com incômodos a partir do diálogo. Apesar do grande desconforto gerado por essa estimulação aversiva, tal experiência pode nos ensinar muito sobre regulação emocional – se estivermos dispostos a […]

É normal sentir raiva da cliente que está em um relacionamento abusivo?

Começo esse texto pedindo encarecidamente que normalizemos sentimentos e emoções, já que ambos são respostas privadas que são evocadas (evocadas sim, pois fazem parte de um processo entrelaçado de respondentes e operantes) por diversas situações. Eu não consigo controlar o que eu sinto, por isso, sentir, seja qual sentimento ou emoção for, é completamente esperado […]

Por que o psicoterapeuta infantil do meu filho brinca com ele nos atendimentos?

O brincar é centralizado na psicoterapia infantil, em especial por ser um movimento naturalmente prazeroso para a criança, facilitando sua adesão no processo psicoterapêutico e o acesso de conteúdos importantes pelo psicólogo clínico. Geralmente, as sessões envolvem os recursos lúdicos como os brinquedos, jogos de tabuleiro, baralhos, massinhas, desenhos, pinturas etc., que funcionam como apoio […]

Adaptação de Recursos Digitais no Tratamento da Depressão

A Ativação Comportamental é uma abordagem terapêutica que objetiva facilitar o engajamento de pessoas deprimidas em atividades significativas e gratificantes como uma maneira de influenciar seus estados de humor para superar a depressão. Ela parte do pressuposto de que a depressão implica em um ciclo de inatividade e isolamento, que por sua vez aprofunda os sintomas […]

Aceitar é Resignar?

Vivemos em um contexto social de intenso desconforto. Ao mesmo tempo em que precisamos lidar com angústias e problemas diários, não somos culturalmente treinados para lidar com nossas emoções de maneira não-evitativa. O resultado disso é uma evitação generalizada. Funcionamos para evitar desconforto. Resolvemos problemas, passamos horas ruminando sobre situações futuras, fazemos de tudo para […]

Cuidado com o Reforço Arbitrário

confeitos de chocolate coloridos

Em psicoterapia, nós, psicólogos, desejamos profundamente ajudar nossos pacientes/clientes/consulentes (existem muitas palavras para se referir à pessoa atendida -risos!-) a enfrentarem seus desafios pessoais. Nessa busca, não é incomum o uso de ordens, regras e pedidos que inadvertidamente podem ter um efeito contraproducente.  O uso de reforço arbitrário e reforço natural é uma preocupação antiga […]

“Crianças da pandemia”: Desafios e Possibilidades Atuais

“Crianças da pandemia” é uma expressão em que me refiro às crianças, principalmente às da primeira infância, que sofreram os efeitos da pandemia do COVID-19 e do isolamento social no período de 2020 até aproximadamente 2022. Ainda que extremamente necessário, com a interrupção do ensino presencial e o aumento do tempo em casa, as crianças […]

A Psicoterapia Online Funciona com as Crianças?

Como consequência da pandemia de COVID-19, muitos atendimentos psicoterápicos foram adaptados para a modalidade remota, se estendendo mesmo no mundo pós-pandemia. Esse tipo de atendimento, bem como o tradicional atendimento presencial, possui facilidades e limitações. No caso do atendimento remoto infantil, uma possível limitação se refere à dificuldade de observação do psicoterapeuta em relação ao […]

“Aborrescente” vs adolescente: o olhar sobre as emoções do jovem

Vivemos em uma cultura que frequentemente invalida as experiências internas, como as que comumente são chamadas de “sentimentos”, “vontades” e “desejos”. Isto ocorre independente da faixa etária, mas em especial com os adolescentes, geralmente ainda dependentes em diversas esferas de, por exemplo, seus responsáveis legais. Muitas vezes, eles são rotulados pejorativamente como “aborrecentes” – junção […]

O que é Ativação Comportamental?

A Terapia de Ativação Comportamental, ou Behavioral Activation Therapy (BAT) em inglês, é um modelo de psicoterapia que está dentro dos princípios teóricos, filosóficos e experimentais da Análise do Comportamento e do Behaviorismo Radical. Foi pensada, inicialmente, como uma intervenção específica para o tratamento de pessoas com sintomas ou comportamentos denominados depressivos, característicos do Transtorno […]

Estar bem consigo mesmo: uma análise comportamental

mulher branca segurando uma melancia cortada em formato de meia lua formando um sorriso

Antes de discorrer sobre o “bem estar pessoal” a que me proponho neste texto, quero apresentar uma questão inicial: Por que recorrer a uma análise comportamental? Em resposta a esta questão, gostaria de compartilhar um raciocínio a respeito da compreensão dos fenômenos humanos.  Os eventos psicológicos podem ser facilmente tratados enquanto substâncias, assim como também […]

Como mudar o que estou sentindo? Se o clima muda, imagine nós, que somos gente.    

Se você observar toda a movimentação que ocorre dentro de você durante um dia, vai se impressionar. São pensamentos, sentimentos, imagens, lembranças, situações fantasiosas, tensão muscular, desconfortos e alívios, por exemplo. Talvez você já esteja impressionada e impressionado ao observar sua experiência pessoal. Sentir-se deprimido, ansioso ou chateado não é sintoma de problema psicológico. É […]

Como conversar sobre o divórcio com a criança

coração de papel vermelho, amassado e partido ao meio.

Observação: Este texto é uma adaptação da introdução do artigo “Recurso terapêutico para crianças: lidando com a separação dos pais”, publicado no Comporte-se. Os sentimentos dolorosos advindos do divórcio dos pais podem ser complicados de lidar para a maioria das crianças, que preferem esconder e podem ser transformados em sensações corporais como dores de cabeça, […]

A cocaína de cada um

Você já deve ter percebido que existe um tipo muito específico de pessoa que te atrai quase como se fosse um ímã, uma droga, a sua cocaína. É quase como se você não pudesse evitar se sentir atraído/a por aquele perfil. Gosto de uma parte do filme “Comer, rezar e amar” para ilustrar isso. Por […]

Obrigado pelo feedback

Sua opnião é muito importante para nós!