Avaliação Neuropsicológica Particular

A neuropsicologia é uma ciência nova de interface entre a psicologia e a neurologia, a qual estuda a relação do cérebro com o comportamento. Essa ciência tem promovido a descoberta de resultados surpreendentes e tem demonstrado, de forma objetiva, os principais déficits no âmbito do desenvolvimento cerebral e psicológico de seus clientes: atenção, memória, linguagem, pensamento, funções executivas, raciocínio lógico, habilidades numéricas, percepção, transtornos emocionais e psiquiátricos. Produzimos relatórios de avaliação neuropsicológica e fornecemos diagnóstico diferencial para déficits neurológicos e psiquiátricos, resultando em atendimento dinâmico e focado, atendendo aos anseios do paciente.

Esta modalidade é oferecida por psicólogos e professores dos nossos cursos de pós-graduação, selecionados pelo desempenho.

terapeutas que realizam avaliações neuropsicológicas

DÉBORA LUCIANA

DÉBORA LUCIANA DA SILVA OLIVEIRA

CRP: 01/19013

Especialização em Neuropsicologia Clínica, IBNEURO. Formação Avançada em Análise Comportamental Clínica, IBAC (2021). Formada em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília (UCB) 2015.

Público atendido: Adolescente, Infantil.
Modalidade: Avaliação Neuropsicológica.
Consolação

Maria da Consolação André

CRP: 01/8354

Doutora (2007) e Mestra (2001) em Psicologia pela Universidade de Brasília (UNB). Especialista em Neuropsicologia pelo CEPSIC (2015) e em Educação Física pela Universidade Metropolitana Unida (1997). Coordenadora do Programa de Especialização/Residência Multiprofissional em Atenção Cardíaca da SES/FEPECS/DE/GREEX/ESCS. Docente no Curso de Formação em Neuropsicologia no IBAC. Psicóloga (UNIP SP).

Público atendido: Adulto, Idoso.
Modalidade: Avaliação Neuropsicológica.
RafaelMoore

Rafael Alberto Moore

Mestre em Psicologia Social (UNB), Doutorando – Psicologia Clínica e Cultura (UNB). Formação em Neuropsicologia (IBAC). Atua em avaliação e acompanhamento psicoterapêutico em Neuropsicologia. Psicólogo (UNB).

Público atendido: Adulto, Idoso.
Modalidade: Avaliação Neuropsicológica.

Para mais informações e/ou esclarecimentos

entre em contato via:

coordenacaoclinica@ibac.com.br
ibac@ibac.com.br

+55 (61) 9 9276-8889
+55 (61) 3686-2006

Quadra 910 Sul – Mix Park Sul,
Bloco F, Salas 119 à 131,
1º Andar – Asa Sul, Brasília-DF

O edifício da clínica dispõe de estacionamento rotativo, pago,
em garagem (entrada ao lado do bloco B), clientes IBAC têm 20% de desconto.

Nosso espaço

Agende um atendimento pelo formulário

Avaliação Neuropsicológica Infantil e de Adolescentes

O que é uma avaliação neuropsicológica?

A avaliação neuropsicológica (AN) é uma avaliação sistemática das relações entre cérebro e comportamento. Ela não se limita somente à aplicação de testes, tampouco considera apenas resultados quantitativos. Ela depende, sobretudo, da capacidade do examinador de avaliar correlações entre estruturas cerebrais e suas funções. É considerada útil para diagnósticos, prognósticos, plano terapêutico, auxílio ao planejamento de reabilitação cognitiva, e identificação de déficits e potencialidades do funcionamento cognitivo e/ou comportamental.

Quais as especificidades da avaliação neuropsicológica de crianças e adolescentes?

A avaliação neuropsicológica destinada ao público infantil e dos adolescentes inicia-se com uma entrevista semiestruturada, para obter informações sobre a história de vida, fazer um levantamento dos objetivos específicos, identificar a presença ou ausência de transtornos relacionados ao desenvolvimento, avaliações escolares, registros médicos e de outros profissionais, e verificar dificuldades nos domínios cognitivos ou qualquer lacuna na aquisição de habilidades relevantes. O neuropsicólogo analisa particularidades tanto da capacidade cognitiva quanto dos fatores emocionais e comportamentais. 

Qual o objetivo da avaliação neuropsicológica?

A avaliação neuropsicológica permite mapear sistematicamente domínios cognitivos como: capacidade intelectiva, memória, atenção, funções executivas, linguagem, percepção e raciocínio. Ela também enfoca como esses domínios se relacionam entre si e interferem no comportamento cotidiano. Além disso, pode propiciar uma explanação global dos domínios cognitivos e embasar recomendações, exclusivas e adequadas às necessidades dos perfis avaliados.

Quando se deve buscar avaliação neuropsicológica?

A avaliação neuropsicológica é indicada quando há suspeita de transtornos do neurodesenvolvimento ou de aprendizagem. Os comprometimentos cognitivo-comportamentais podem estar relacionados às dificuldades de concentração, déficit de atenção, frequentes esquecimentos, distração, lentificação ou agitação motora, e atraso em processos específicos, como raciocínio matemático, leitura, aprendizagem, memória, linguagem, habilidades sociais, dentre outros. Hipóteses como Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Dislexia, Transtorno de Aprendizagem, Deficiência Intelectual, ou outros comprometimentos cognitivos ou comportamentais de possível origem biológica. 

  • Público: a partir dos 6 até os 16 anos e 11 meses.
  • Duração e quantidade de sessões: 60 minutos cada sessão, média de 6 a 8 sessões (caso haja necessidade de mais sessões não terá custos);
  •  Etapas:
    1. Entrevista com os responsáveis (consiste na aplicação de questionários e investigação da vida pregressa);
    2. Aplicação dos testes (de uso exclusivo aos psicólogos e para a avaliação neuropsicológica) e/ou tarefa os quais entram na avaliação;
    3. Ao final sessão devolutiva e entrega do laudo neuropsicológico aos responsáveis.

Data: 14/10/2021 – Débora Luciana da Silva Oliveira.

AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA DE ADULTOS

A neuropsicologia é uma disciplina de interface entre psicologia, neurologia e neurociências, que estuda a relação do cérebro com o comportamento. Seu principal objetivo é de registrar e avaliar as relações entre o cérebro e o comportamento do indivíduo no seu funcionamento cotidiano. 

A avaliação neuropsicológica é um exame para análise de prejuízos e potenciais no uso dos domínios cognitivos (atenção, memória, linguagem, percepção, raciocínio lógico, capacidade intelectiva, funções executivas e habilidades de leitura e matemática, por exemplo)  bem como  aspectos psicossociais e desempenho acadêmico.

Ao final da avaliação neuropsicológica, o psicólogo produz um relatório e/ou laudo neuropsicológico com a interpretação dos resultados quantitativos e qualitativos, bem como com a indicação de correlações entre estrutura cerebral e suas funções. Os resultados da avaliação envolvem informações de aspectos globais e deficitário do funcionamento cognitivo, comparado com o público de mesma idade, sexo e escolaridade. Eles podem contribuir para diagnósticos diferenciais em várias demandas, como escolares, relacionais, forenses, afetivo-emocionais, de trabalho, pré e pós-operatório. A avaliação neuropsicológica pode fornecer informações importantes também para planejamento de reabilitação após traumatismos cranianos, AVC’s e AVE’s, transtornos demenciais, entre outras morbidades que afetam o sistema nervoso.

DATA: 24/02/21 – Redatores: Rejane, Débora, Maria da Consolação e Rafael.