Depoimentos


Depoimentos

Caroline Fonseca - Psicóloga
Quando sai da faculdade, decidi em atuar na área da psicologia jurídica ou organizacional. Contudo, as reviravoltas da vida me fizeram olhar para caminhos bem diferentes daquelas que eu estava procurando seguir em termos de carreira profissional. Conheci o IBAC, primeiramente, por meio da faculdade que fiz minha graduação, juntamente com colegas que fizeram a formação clínica. Muitos falaram super bem da instituição e isso despertou minha vontade de fazer a especialização clínica após o término da minha graduação. A Análise do Comportamento foi a abordagem que posso realmente dizer que me escolheu. Antes da especialização no IBAC, trabalhei e tentei aplicar conhecimentos de outras abordagens na clínica, porém sem sucesso. A experiência de estudar e experimentar diferentes abordagens da psicologia na trajetória da minha experiência profissional foi uma experiência que me favoreceu quanto à minha escolha de fazer a especialização clínica no IBAC e me tornar uma Analista do Comportamento Humano.
A especialização proporcionou e proporciona em minha formação profissional uma maior segurança em termos de atuação e desenvolvimento de certas habilidades que até então eu não tinha. Aprendi a conhecer mais sobre o Behaviorismo Radical, bem como a me sentir mais segura quanto às minhas intervenções clínicas. O conjunto de conhecimento sobre a abordagem, juntamente com a supervisão clínica e de se expor no contexto clínico, foi importantíssimo para a minha formação atual, além de aumentar a segurança quanto à minha forma de atuar na clínica. Além disso, o curso me favoreceu a olhar mais para mim mesma, isto é, ficar sensível quanto algumas habilidades que precisavam ser trabalhadas, desenvolvidas ou lapidadas, como também ficar mais sensível quanto aos meus sentimentos despertados nas sessões terapêuticas, assim como aos do meu cliente. Treinar e desenvolver mais empatia e observação clínica, planejar os objetivos e as intervenções terapêuticas, elaborar perguntas ao cliente com mais foco e diretividade, avaliar os resultados e aplicar o conhecimento teórico na área clínica com mais segurança, observar os erros e aprender com eles, todos estes fatores foram os resultados observados em mim durante e após o curso de especialização. Hoje, posso dizer que minha escolha em ser especialista em análise do comportamento humano pelo IBAC foi satisfatória, pois colho frutos bons, de forma que eu aplico meus conhecimentos tanto no meu dia a dia quanto na espera profissional.
Mesmo com o término do curso, ainda mantenho uma ligação com o IBAC. Gosto do ambiente, dos funcionários e dos professores que sempre me trataram bem. Atualmente e paralelamente a outros trabalhos, faço atendimentos nas salas oferecidas pelo IBAC para sublocação. Nada melhor que trabalhar na área e com a abordagem que se identifica, pois isso influencia na minha motivação e qualidade do meu trabalho".
Cristina Ruiz - Psicóloga, Rio Verde / GO.
" Moro em Rio VerdeGO, e ao procurar uma especialização após o término da faculdade tive ótimas referências do IBAC. Hoje sei o porquê, pois me deparei com um excelente curso, primeiramente e o mais importante por me sentir muito acolhida, e percebo que isso ocorre com todos, há uma ligação direta entre os professores, supervisores, coordenadores e os alunos, isso é uma marca do IBAC. Além disso, este curso presa pela seriedade e um teor científico de qualidade, de um lado a teoria ministradas por um corpo docente recheado de especialistas, mestres e doutores e de outro a prática, quando que através das supervisões nos leva ao conhecimento de uma maneira mais aprofundada. Gostaria de deixar público meus agradecimentos a todos que fazem parte do IBAC em especial a algumas pessoas que sempre me ajudaram no que foi e é possível, sabendo que distância entre BSB e Rio Verde às vezes me limita. Muito obrigada as meninas da recepção, a Andréa Dutra, Luciana Verneque, Marçal e a Gilberto Godoy. Ao Gilberto só mais uma coisinha... você é um modelo pra mim. Aprendi com você sendo sua “aluna”, afinal fui e serei eternamente se você permitir sua supervisanda, que pra ser um profissional e uma pessoa um pouco melhor devemos nos importar com o outro, numa dimensão de quem cultiva uma planta muito rara que necessita de atenção, amor e cuidado, vejo que me aponta os caminhos pra que eu siga depois com meus próprios pés...estou procurando seguir direitinho...Pra mim é muito reforçador ser uma IBAQUIANA."
Fabio M. S. Silva - Psicólogo.
" Por volta do 5º semestre da faculdade, lembro-me do professor Carlos Augusto entrar com a bolsa cinza do IBAC na sala de aula. Sempre gostei das aulas dele, pois tudo que ele falava, parecia fazer todo sentido. Ao conversar com ele, sugeriu o IBAC como uma forma de aumentar meus conhecimentos na análise do comportamento. Quando estava no 8º semestre, decidi tentar o IBAC. Lá, descobri que a análise do comportamento é muito mais que reforço e punição e que o IBAC é muito mais que 'apenas' um Instituto Brasiliense de Análise do Comportamento, é também: um lugar onde é ensinado que a análise do comportamento tem métodos e propostas, não apenas científicos, mas para a vida, que não é apenas aplicação de técnicas, é FAP, ACT, Análise de contingências, autoconhecimento e autocontrole, que possui professores (Marçal, Fred, Paula Natalino, Ana Karina, Guto, Hellen, Gilberto e outros) que te estimulam a crescer e desenvolver o seu melhor e que fazem com que você se sinta bem no seu local de estudo / trabalho e que os colaboradores não são 'somente' secretários e secretárias, mas sim amigos para toda a vida (Roberto, Regina, Maria...). Enfim, tenho apenas a agradecer pelo excelente investimento que eu fiz, pois além de aprender sobre Behaviorismo Radical, aprendi sobre como ser mais assertivo, ser amigo, ser companheiro, paciente, receptivo e, principalmente, ser mais humano, característica que julgo importantíssima no desenvolvimento da psicologia, tanto na parte teórica quanto na parte clinica. O IBAC, fez acontecer pra mim! Obrigado a todos por essa experiência inesquecível! "
Felipe Burle - Psicólogo Clínico.
" O IBAC foi fundamental para mim. O curso de Psicologia é tão rico de linhas e teorias que acaba deixando o recem-psicólogo perdido. Especializar-se em uma linha é essencial. Eu achava que conhecia o Behaviorismo Radical até entrar no IBAC, quando na verdade eu mal podia diferenciar o behaviorismo metodológico do radical. Aprofundar os conhecimentos na área é muito importante para quem quer trabalhar com psicoterapia. Aqui os alunos se mantêm atualizados pelas últimas novidades produzidas no mundo, como a FAP Functional Analitical Psychotherapy. Meus agradecimentos especiais aos ilustríssimos behavioristas do IBAC, Marçal, Gilberto Godoy, Andrea Dutra e Ana Karina. Recomendo o IBAC a todos que querem cursar uma especialização."
Lina Petaccia - Psicóloga.
" Conheci o IBAC através dos minicursos realizados no encontro da ABPMC em Brasília no ano de 2007. Neste momento, ainda cursando a graduação em Psicologia na Faculdade Ruy Barbosa em Salvador (BA), já me interessava pelo estudo da Análise do Comportamento e participava como monitora do laboratório de análise experimental e de programas de extensão que associavam o método Paulo Freire de educação à teoria de aprendizagem de Skinner. Com a finalização da graduação em 2009, iniciei a busca por cursos reconhecidos na área que permitissem aprofundar o conhecimento e orientasse quanto ao início da prática clínica. Aliado a comodidade de familiares residindo em Brasília, deu-se a escolha pelo IBAC. Iniciei a Especialização em Análise Comportamental Clínica em Fevereiro de 2010 e durante os dois anos e meio de curso pude desenvolver as habilidades que almejava, contando com a supervisão de docentes capazes de associar o aprendido em sala de aula à aos atendimentos comunitários realizados em consultório. Foram 120h de atendimento, dois semestres como monitora de disciplinas, 540h a carga horária total do curso, que finalizou, para mim, de forma bastante positiva com a publicação da monografia "Adesão ao Tratamento em uma Doença Crônica: Implicações do Repertório de Autocontrole" no site do IBAC, a indicação para publicação de um artigo em um periódico específico da área (que está em andamento) e o convite para ministrar uma aula no curso de Pós-Graduação em Psicologia da Saúde e Hospitalar da mesma Instituição. A partir de agora segue o empenho para continuar ampliando e aplicando o que fora aprendido, com um ponto de vista mais amadurecido e com a certeza de que a abordagem teórica que escolhi para atuar foi muito bem introduzida pelos docentes da instituição."
Angela Lechuga - Psicóloga.
" Conheci o IBAC no meu primeiro semestre de faculdade por intermédio dos meus professores que eram analistas do comportamento e também professores do Ibac ou exalunos. Comecei naquele período frequentando as Terças Clínicas já que minha curiosidade para entender mais de análise do comportamento era grande. Também frequentava as apresentações de casos clínicos de encerramento de curso, sempre pensando: um dia quero estar aqui apresentando um caso meu! O IBAC sempre proporcionou à comunidade acadêmica essa porta de entrada ao conhecimento. No meu sexto semestre ingressei na Formação e após concluí-la iniciei a Especialização. A cada aula sentia a diferença nos meus atendimentos ainda do estágio na faculdade. Ter um respaldo teórico claro ajuda muito! Os professores são muito qualificados, interessados e é muito reforçador participar do IBAC. Hoje, após a conclusão do curso, tenho um grande vínculo com o IBAC porque continuo atendendo na instituição, além de eventualmente dar aulas na formação/especialização e cursos de extensão. Além disso, vejo que formei uma importante rede profissional com os outros alunos que me indicam para atendimentos e são indicados por mim."
Mara Regina - Psicóloga.
" Antes de iniciar a especialização, participei de uma das Jornadas oferecidas pelo IBAC. Nesses eventos já me ficou demonstrado o compromisso da instituição em oferecer mais que o ensino da prática clínica. Percebi, também, o compromisso com a ética e preocupação com os fundamentos teóricos-científicos da Análise do Comportamento. O corpo de docentes é o diferencial, pois todos os professores demonstram compromisso em apresentar o melhor para os alunos, com respeito ao processo de ensino-aprendizado. Tudo isso está sendo de suma importância para o meu aperfeiçoamento profissional, pois me concede a possibilidade de ser uma terapeuta comportamental com bom fundamento teórico e científico, bem, como a aplicação segura e confiante desse conhecimento na minha prática clinica. Além disso, é um ambiente que me sinto respeitada e acolhida como pessoa."
Fabiana Azevedo - Psicóloga.
" Conheci o IBAC ainda na graduação, por meio de colegas que haviam iniciado a formação no Instituto. Quando terminei o curso, tinha interesse em me especializar na área clínica, e mesmo com o passar do tempo, o IBAC era pra mim, a melhor referência na área. No segundo semestre de curso, me tornei monitora e pude ver a instituição com outros olhos, mais do que já via enquanto aluna. Falar do IBAC enquanto fator importante em minha formação pessoal e profissional poderia ser considerado redundância, pois lá, entrei em contato com professores altamente qualificados, novos olhares clínicos e tive diversas oportunidades enquanto pessoa, aluna e profissional."
Renata Bessa - Psicóloga.
" Estava no oitavo semestre da graduação quando conheci o IBAC. Desde o inicio do curso eu simpatizava com a Análise do Comportamento. Meu interesse inicial deu-se pelo fato de ter trabalhado desde o quarto semestre com inclusão de crianças com déficit no desenvolvimento. Eu achava prático trabalhar com toda a metodologia que a abordagem me oferecia, os resultados eram evidentes e rápidos. Porém, encontrava dificuldades de compreender como poderia aplicar esta teoria no contexto clínico, foi quando tive a matéria de Análise do Comportamento na graduação. A professora que ministrava a matéria compunha o corpo docente do IBAC. Ela apresentou a área clinica de forma tão fascinante que me encantou. A partir desse momento em diante sabia que seria uma analista do comportamento. O oitavo semestre marcou o inicio dos estágios clínicos, eu adorei atender e exatamente por este fato procurei o IBAC. Eu sabia que podia fazer bem mais nos meus atendimentos, proporcionar mudanças significativas na vida de cada cliente que eu me deparava. Entrei no curso de Formação Clinica, desde o inicio do curso os professores ofereciam esta visão clinica da abordagem. A psicoterapia de fato começou a fazer sentido para mim, ouvir o depoimento das pessoas era muito mais que escutar, era analisar, era compreender a história de vida, história de aprendizagem, era ver a motivação para mudança e sistematiza-la. Era entender que livre arbítrio é senso comum. Em fim, era presenciar verdadeiras mudanças naquelas pessoas com quem eu trabalhava. Nunca tive dúvidas que isso iria me ajudar em toda minha atuação profissional. Muitas pessoas pensam: “porque fazer uma formação que não tem valor de especialização?” E eu respondo, porque o mercado quer PROFISSIONAIS e quando aprofundamos nossos conhecimentos sempre nos tornamos especialistas, mesmo sem títulos. E foi essa “especialização” que me proporcionou conseguir atuar na minha área com poucos meses de formada. A Formação foi à base, e agora a Especialização além de me oferecer um título será a continuação deste conhecimento."
Gabriela Inácio Ferreira Nobre - Psicóloga, ex-aluna Especialização Infantil.
" O Curso de Especialização de Terapia Analítico-Comportamental Infantil foi excelente! Eu soube a respeito dele por uma colega da faculdade, também terapeuta. Fiquei animada e fui buscar mais informações no IBAC. Me encantei com a seleção do material escolhido por você Laércia. Confesso que a princípio achei extenso, e ousado. Mas muito interessante. Já tinha feito outro curso de especialização no IBAC (Especialização em Análise Comportamental Clínica), a primeira turma a se formar. Ambos os cursos me proporcionaram um aprendizado muito rico. Pude amadurecer profissionalmente e pessoalmente. A Análise do Comportamento se tornou parte integrante e fundamental em minha vida. As aulas eram ótimas! Laércia e Raquel são excelentes professoras! E a idéia de Laércia, de ter os professores convidados, muito bem escolhidos, foi muito boa! Tivemos profissionais muito interessantes. Cada um trouxe uma visão diferente, mas sempre convergindo para um mesmo ponto. Um olhar voltado para cada uma das partes, e também para o todo. A importância de se conhecer, aprender, de coletar dados relevantes que nos auxiliarão nas nossas análises funcionais."
Júnnia Moreira - Professora IBAC.
" Bom, eu não estaria me despedindo do IBAC se não fosse uma oportunidade realmente imperdível como um concurso público para professor. Isso porque minha experiência como professora do IBAC foi muito gratificante e motivadora. Encontrei alunos muito interessados e participativos, com certeza excelentes profissionais. Esse contato com alunos sempre me levou a pensar e repensar os temas das aulas de formas totalmente novas e originais, o que me proporcionou um enorme ganho intelectual e profissional. Além disso, pude ter contato com colegas professores e funcionários, competentes e sempre receptivos, um reforçador a mais para um trabalho já muito reforçador. E reforçador em todas as atividades que desenvolvi: aulas; correções de trabalhos e provas, momentos de retorno gratificante em relação à verificação da aprendizagem dos alunos; além da participação na II Jornada Brasiliense de Análise do Comportamento. Acredito que pude contribuir bastante para o crescimento e amadurecimento dos alunos tanto quanto eles contribuíram para o meu. Abraços saudosos a todos."
Leandra Xavier Russo Lima - Psicóloga, Turma 11.
" Sou do interior de São Paulo, Ribeirão Preto, e vim para Brasília buscando novas oportunidades de trabalho e estudos na área clínica. Como várias pessoas, me senti muito perdida nesta cidade e não sabia por onde começar. Foi então que através de uma amiga, de Ribeirão Preto, fiquei sabendo do IBAC e achei que seria uma porta de entrada para este recomeço. Como sempre fui Behaviorista Radical, minha identificação com o IBAC foi imediata! Iniciei o curso de especialização e comecei a frequentar todos os grupos de estudos, terças-clínicas e encontros. Em menos de dois meses comecei atender, pela comunidade, e a participar das supervisões clínicas. Hoje, atendo vários clientes particulares e de comunidade, tanto no IBAC quanto no meu consultório particular, e posso dizer que esta instituição, a cada dia que passa, me surpreende cada vez mais pela quantidade de eventos que promove, projetos que desenvolve e principalmente pelo trabalho sério, ético e de qualidade que proporciona a seus alunos. O IBAC não forma apenas excelentes profissionais preparados para se destacarem no mercado de trabalho, ele vai além, dando oportunidades para aqueles que querem ingressar no atendimento clínico. Aqui vai meu agradecimento público ao Prof. Gilberto Godoy, que me recebeu de braços abertos quando eu mais precisava, a Profa. Andréa Dutra, minha maior incentivadora, e ao Prof. Marçal pelas oportunidades de desenvolvimento que vêm me proporcionado sempre."
Lissandra Rebelo Guedes - Psicóloga, Turma 1/2002.
" Conheço o IBAC desde que foi fundado, pois participava do grupo de estudo coordenado pelo Prof. Gilberto Godoy e que deu origem a sua criação. Desde o período em que ainda estava na faculdade, cursando Psicologia, frequentei o curso no IBAC e fui testemunha, não apenas da competência de sua equipe, mas, sobretudo, dos princípios éticos e profissionais que sempre ditaram o norte do Instituto. O curso do IBAC me ajudou muito na minha carreira como Psicóloga, quando iniciei o curso eu estava quase me formando no Uniceub então eu pude unir o útil ao agradável. Tive a grande oportunidade de aprender e crescer muito com IBAC. A área administrativa do IBAC é extremamente organizada e competente, o curriculum muito bom, as funcionárias eficientes, os professores são de alto nível. Gosto tanto do IBAC, que até hoje estou lá, agora como uma profissional formada, e atendendo como Psicóloga, além de participar de grupos de estudo, aulas de inglês, terças-clínicas e eventos sociais, excelentes!"
Luciana Verneque - Doutoranda UnB.
" Cheguei de Belo Horizonte prioritariamente para cursar o mestrado da UnB. Mas desde o início ficou claro que, para o atendimento clínico, a formação acadêmica era importante, mas não suficiente. O IBAC apresenta as condições necessárias para que um bom analista de contingências se torne um bom terapeuta: professores com ampla experiência clínica, atendimentos de clientes da clínica-escola e supervisão. Além das atividades pedagógicas básicas, atividades extras como terça-clínica e monitorias ampliam ainda mais as possibilidades de aprofundamento da aprendizagem clínica. Mesmo estando já no doutorado não é possível prescindir da formação ibaquiana."
Luiz Anísio Vieira Batitucci Turma 2/2002 e Jassanã da Silva Lacerda Batitucci Turma 3/2003 (Mestre em Psicologia/UnB).
" Um profissional formado pelo IBAC é capaz de se destacar em qualquer área no mercado de trabalho. Há um incentivo ao desenvolvimento de habilidades básicas para lidar com situações novas ou conhecidas do dia a dia de qualquer profissional."
Mariana Lobo - Especialista em Psicologia Clínica, Psicóloga Clínica.
" Meu primeiro contato com a abordagem analítico–comportamental ocorreu durante minha graduação na UnB. Além de matérias obrigatórias e optativas, fiz estágio na área de psicologia clínica infantil com base nessa abordagem. Uma amiga que conheci nesse estágio me convidou para conhecer o IBAC e, logo que me formei, iniciei o curso de Especialização em Análise Comportamental Clínica. Foi quando me identifiquei ainda mais com a prática clínica orientada pelos pressupostos do Behaviorismo Radical. Ao longo do curso, além das aulas, participava de encontros semanais para discussão dos casos (supervisão), de grupos de estudo e de encontros promovidos pelo instituto, tais como o Encontro de Psicologia e Medicina Comportamental da Região Centro Oeste. Passei a atender não apenas casos infanto-juvenis, mas também adultos e terceira idade. Foi muito gratificante para mim, pois aprendi novos repertórios de interação e prática diversificada. Também pude auxiliar na Coordenação Clínica do instituto, o que me possibilitou uma vivência na área administrativa e de maior proximidade com os colegas. Ao concluir o curso, eu e minha orientadora de monografia resolvemos submeter esse trabalho a uma revista para publicação de artigo. No momento estamos realizando os ajustes finais. Hoje trabalho na área Clínica e percebo que a bagagem teórica e prática, que pude adquirir ao longo do curso, foi essencial para minha atuação profissional. Me sinto mais capacitada para ajudar meus clientes na busca de reforçadores para aprimorar sua qualidade de vida. Daqui a uns anos pretendo experimentar a atuação na área Hospitalar, o que me fez iniciar o curso de formação em Psicologia Hospital e da Saúde (IBAC), no 2º semestre de 2009. Vejo que ainda tenho muito que aprender, mas sinto confiança no método de ensino do IBAC e valorizo bastante o contato sempre muito próximo entre professores e alunos."
Marianna Braga - Psicóloga Clínica pelo UniCEUB.
" Conheci o IBAC ainda cursando a graduação de Psicologia do UniCEUB, em 2004. Hoje, tendo já concluído minha especialização, não consigo imaginar escolha mais feliz do que a que fiz ao me tornar aluna do IBAC. Lembro-me do dia em que fiz minha inscrição na secretaria e de ter pensado no grande passo que estava dando. Sabia que estava comprometendo alguns anos que viriam com muito estudo e dedicação, mas pensei que três anos passavam depressa e me resignei. Encontrei no IBAC professores altamente capacitados, que pautam suas vidas no trabalho ético e são modelos de conduta para os alunos. Encontrei uma equipe formidável, com coordenadoras e secretárias prestativas e pacientes, que fizeram do curso um caminho tranqüilo para o meu desenvolvimento.O que mais admiro no instituto é o esforço de toda a equipe para ir além da formação profissional. O IBAC me ajudou a iniciar a carreira de terapeuta, me incentivou a participar de apresentações em congressos e no projeto Terça Clínica e fez por mim e pelos meus colegas muito mais do que eu esperava. Hoje eu atendo clientes da comunidade e particulares pelo IBAC, frequento supervisões e grupos de estudo. Sei que nunca conseguirei agradecer por tudo o que recebi, mas fica aqui uma tentativa. Sei também que a maior recompensa que aquela equipe alcança é a formação de terapeutas criativos e sensíveis, que têm no cliente sua grande prioridade. Os tais três anos passaram num instante: o tempo voa quando estamos inseridos em um ambiente que disponibiliza tantos reforços! Para a minha sorte, ex-alunos são bem-vindos..."
Renata Reis Rezende - Psicóloga Clínica.
" Iniciei minha formação em Psicologia na Universidade Católica de Goiás em Goiânia onde conheci as diferentes abordagens e escolhi a Análise do Comportamento por enxergar na profundidade da filosofia behaviorista uma proposta realmente capaz de ser útil aos problemas humanos. Optei por fazer todos os meus estágios na área clínica e durante os mesmos, pude constatar a eficácia dessa abordagem nos resultados com os clientes. Durante a graduação participei dos principais congressos, encontros e simpósios e foi em um deles, no IV Encontro de Psicologia e Medicina Comportamental da Região Centro-Oeste, que eu soube da especialização do IBAC. Os congressos sempre contavam com a presença maciça de professores e alunos deste instituto o que foi possível ter uma ideia da sua qualidade. No último ano de graduação comecei a especialização em Análise Comportamental Clínica para complementar meu aprendizado e ter a base necessária para atuar em clínica com segurança e eficácia. Um dos critérios para a escolha dessa especialização, além da excelente formação dos professores, foi o fato de ser reconhecido pelo CRP e se localizar no Centro-Oeste, facilitando o deslocamento semanal. O IBAC conta com uma estrutura curricular completa e atualizada, uma extensa formação prática supervisionada em clínica, diversas atividades e cursos complementares, um amplo espaço físico, e uma equipe totalmente preparada, integrada, cooperativa e acolhedora. Essa equipe do IBAC foi fundamental para que eu concluísse o curso em 2 anos, superando as dificuldades e limitações da distância, visto que na metade da especialização, concluí a graduação em Goiânia e passei a residir em Rio Verde –GO, o que aumentou o custo da resposta. Atualmente atuo como psicóloga clínica em consultório na cidade de Rio Verde – GO. A especialização em Análise Comportamental Clínica do IBAC fez a diferença nos meus atendimentos e tenho repassado isso aos meus clientes com a construção de contingências para uma vida melhor."
Suelem Araujo - Psicóloga Clínica pela UCB , Turma 12/2006.
" O IBAC proporciona uma boa bagagem para o mercado de trabalho e possibilidade de levar o conhecimento para as diversas áreas de atuação da Psicologia. É um lugar, que sinceramente recomendo a todos os meus colegas que desejam fazer cursos em análise do comportamento em Brasília."
Deivid Antonio - Psicólogo
"Meu primeiro contato com o IBAC foi quando ainda cursava a graduação. Até aquela data eu tinha um conhecimento muito restrito sobre a análise do comportamento e o behaviorismo radical. Depois de entrar no curso de formação e, após a conclusão do mesmo, dar continuidade com a especialização clínica tive um terreno fértil que me proporcionou um grande desenvolvimento pessoal e profissional. Hoje é impossível me observar na prática clínica sem lembrar dos professores, que serviram de modelo a ser seguido e admirado."
Camila Carvalho - Psicóloga
"Durante a graduação, tive contato com textos escritos por alguns professores do IBAC. A qualidade destes textos me chamou atenção então procurei maiores informações sobre o Instituto. Conheci alguns profissionais que foram alunos do IBAC, e logo decidi que a Especialização em Clínica seria uma excelente opção. E tem sido! O curso me proporcionou e tem proporcionado realização pessoal e profissional. Uma expansão de possibilidades e uma exposição a novas contingências, o que tem sido extremamente reforçador pra mim. Sei que ainda há muito o que aprender, mas com o suporte que me foi oferecido, sinto-me preparada para os desafios que estão por vir!"
Sofia Gomes - Psicóloga
"Conheci o IBAC quando procurava na internet cursos de pós-graduação e fiquei muito interessada quando vi a grade curricular, achei muito completa. Depois tive o depoimento de vários conhecidos de ser um bom curso. E confirmei essa qualidade quando comecei a estudar no IBAC. Os professores são ótimos, a equipe técnica para suporte aos alunos online também, e tem melhorado a cada dia essa assessoria. Estou feliz de ter concluído o curso de especialização em Análise Comportamental Clínica. O curso está sendo de extrema importância para dar continuidade em minha carreira profissional."